Governo do Pará está na Exposibram com foco em investidores - PARÁ 2030
25040
post-template-default,single,single-post,postid-25040,single-format-standard,tribe-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.2.1,menu-animation-underline,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Governo do Pará está na Exposibram com foco em investidores

Atrair o olhar do público de negócios e de grandes investidores para a riqueza e potencial natural e cultural do Pará. Eis o objetivo do Governo do Pará ao marcar presença, por meio de um estande institucional, numa das maiores feiras da mineração da América Latina, a Exposição Internacional de Mineração (Exposibram), aberta nesta segunda-feira, 18, em Belo Horizonte, e que seguirá até a próxima quinta-feira, 21, com exibição das últimas tendências do setor minerário e presenças de expositores como Vale, Votorantim e Anglo American.

“A Exposibram é importante para o Estado, e este ano tem um destaque especial porque em 2018, ela acontecerá em Belém, em sua retomada da edição amazônica. Então, terá uma representatividade interessante, e por isso estamos aqui com força total para apresentar a nossa exuberância em recursos naturais e, claro, estimular os visitantes a irem a Belém em 2018, apesar da distância, o que tem que ser ressaltado”, comentou o secretário adjunto, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Eduardo Leão.

O secretário adjunto da Sedeme representa o Governo do Estado no evento e participará de debates durante a realização do Painel 4: “Territórios Minerais: Gestão Territorial Integrada – Oportunidades para o Desenvolvimento Local e Regional”, no Congresso Mineral que ocorre em paralelo à exposição, programado para 14h da quarta-feira, 20, no auditório Turquesa, da Exposibram.

Leão abordará as potencialidades paraenses no setor mineral frente a necessidade da agregação de valor aos produtos locais. “Nosso objetivo é superar a tradicional economia extrativista local e agregar valor aos produtos que geramos. No aspecto logístico, vamos apresentar também o projeto da ferrovia paraense. Temos centrado esforços para viabilizar essa malha ferroviária, com início e fim no próprio território do Pará. Uma solução logística que assegura valor elevado à localização geográfica estratégica do Estado para os atuais e novos empreendimentos do setor produtivo privado interessados em saídas para sua produção. Vale ressaltar que o Pará é o ente da Federação Brasileira mais próximo dos mercados dos Estados Unidos, Europa e Ásia”, frisou Eduardo Leão, nesta segunda-feira.

Presidente da Codec, Olavo das Neves, vê a participação do Executivo estadual no evento como uma oportunidade de mudar a posição do Pará no cenário internacional da mineração e, consequentemente, desenvolver a economia local por meio da verticalização da produção.

“O Estado do Pará inaugura uma fase interessante de mostrar ao Brasil e ao mundo que o seu interesse na verdade não é ser apenas um exportador de commodities e minérios, mas quer, de fato, agregar valor dentro do território. A Exposibram, desta forma, é uma grande oportunidade de apresentar o Pará dentro dessa nova concepção, onde a agregação de valor passa a ser bandeira de luta e ordem do Governo Jatene”, observou Olavo das Neves.

A expectativa da comitiva estadual sobretudo é atrair investimentos e firmar novas parcerias com empreendimentos de peso, para impulsionar a economia paraense e gerar oportunidades de emprego, de acordo com os princípios de agregação de valor e verticalização da produção propostos pelo Programa Pará 2030.

“Temos projetos que são mapeados, porém alguns ainda não foram implantados porque falta logística para o escoamento de sua produção. Com novos investidores esse cenário muda, e esse é um dos grandes produtos esperados da feira”, comentou ainda Eduardo Leão a respeito da expectativa de retorno nos quatro dias da Exposibram, que tem estimativa de receber em torno de 50 mil visitantes entre investidores, organizações governamentais, estudantes e pesquisadores do setor mineral, no espaço da Expominas.

O estande do Governo do Pará reúne técnicos, como geólogos, economistas e engenheiros, de formações diversas, da Sedeme; do Programa Pará 2030 e ainda da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec). Eles cumprem vasta programação institucional, do atendimento ao público visitante da Exposibram, à apresentação dos atrativos expostos no estande estadual, a exemplo da exposição de produtos e minérios regionais, jogos interativos. Texto e Fotos: Ascom/Sedeme.

Nenhum Comentário

Publicar um comentário