Biodiversidade - PARÁ 2030
23506
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-23506,page-child,parent-pageid-21769,tribe-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.2.1,menu-animation-underline,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Biodiversidade

DESCRIÇÃO

O Estado do Pará possui grandes reservas de biodiversidade em seu território, com amplo potencial de utilização – desde alimentos, óleos, fibras e matérias-primas para medicamentos, até uso genético. O Programa tem como objetivo promover o estímulo ao desenvolvimento da cadeia a partir da possibilidade de geração de riquezas para a população local.

DESCRIÇÃO

O Estado do Pará possui grandes reservas de biodiversidade em seu território, com amplo potencial de utilização – desde alimentos, óleos, fibras e matérias-primas para medicamentos, até uso genético. O Programa tem como objetivo promover o estímulo ao desenvolvimento da cadeia a partir da possibilidade de geração de riquezas para a população local.

CONTEXTO

CONTEXTO

Apesar do mercado de produtos e informações advindos da biodiversidade ser significativo e de alto valor agregado, a atividade extrativa representa pouco do valor adicionado à cadeia e, por consequência, gera pouca riqueza às comunidades extrativas.

A cadeia passa por mudanças regulatórias através da sanção do novo marco da biodiversidade. Espera-se que a ação estimule a pesquisa e o uso comercial da biodiversidade.

Apesar do mercado de produtos e informações advindos da biodiversidade ser significativo e de alto valor agregado, a atividade extrativa representa pouco do valor adicionado à cadeia e, por consequência, gera pouca riqueza às comunidades extrativas.

A cadeia passa por mudanças regulatórias através da sanção do novo marco da biodiversidade. Espera-se que a ação estimule a pesquisa e o uso comercial da biodiversidade.

O QUE PRECISA PRA DAR CERTO?

O QUE PRECISA PRA DAR CERTO?

Investimentos de empresas de alto valor agregado na região.

Profissionais qualificados e capacitados na área.

Exploração sustentável da biodiversidade.

Garantir a segurança jurídica dos interessados para o aceno ao patrimônio genético e conhecimento local associado.

Investimentos de empresas de alto valor agregado na região.

Profissionais qualificados e capacitados na área.

Exploração sustentável da biodiversidade.

Garantir a segurança jurídica dos interessados para o aceno ao patrimônio genético e conhecimento local associado.

ÁRVORE DE INICIATIVAS

ÁRVORE DE INICIATIVAS

Iniciativas do Pará 2030

Iniciativas do Pará 2030

ATRAÇÃO DE EMPRESAS E INVESTIMENTOS PARA VERTICALIZAÇÃO

  • Atrair empresas e investimentos relacionados à exploração sustentável da biodiversidade.
  • Aumentar a demanda por produtos já conhecidos da biodiversidade local.
  • Estimular a pesquisa e inovação.

CRIAÇÃO DA “MARCA AMAZÔNIA”

  • Criar e fortalecer uma marca de origem para produtos feitos na região Amazônica.
  • Ampliar mercados.
  • Aumentar o valor atribuído aos produtos da biodiversidade local.

PROGRAMAS DE COMPRAS PÚBLICAS

  • Incluir produtos da biodiversidade no programa de compras públicas do Estado.
  • Aumentar a demanda por produtos da biodiversidade local.

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

  • Estimular iniciativas de pesquisa e desenvolvimento da biodiversidade do Estado.
  • Descobrir novos usos potenciais para a biodiversidade do Estado.

PROTOCOLOS COMUNITÁRIOS

  • Criar protocolos comunitários junto a comunidades tradicionais para exploração da biodiversidade.
  • Promover a autonomia, garantia de direitos e renda a comunidades tradicionais.

ORGANIZAÇÃO DE PRODUÇÃO

  • Formar e fortalecer organizações sociais para produção.
  • Aumentar a produção e o preço médio de venda de comunidades tradicionais e pequenos agricultores.

CAPACITAÇÃO, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

  • Difundir conjunto de práticas agronômicas de alto rendimento para agricultores familiares.
  • Aumentar a produtividade do cultivo.

ATRAÇÃO DE EMPRESAS E INVESTIMENTOS PARA VERTICALIZAÇÃO

  • Atrair empresas e investimentos relacionados à exploração sustentável da biodiversidade.
  • Aumentar a demanda por produtos já conhecidos da biodiversidade local.
  • Estimular a pesquisa e inovação.

CRIAÇÃO DA “MARCA AMAZÔNIA”

  • Criar e fortalecer uma marca de origem para produtos feitos na região Amazônica.
  • Ampliar mercados.
  • Aumentar o valor atribuído aos produtos da biodiversidade local.

PROGRAMAS DE COMPRAS PÚBLICAS

  • Incluir produtos da biodiversidade no programa de compras públicas do Estado.
  • Aumentar a demanda por produtos da biodiversidade local.

PESQUISA E DESENVOLVIMENTO

  • Estimular iniciativas de pesquisa e desenvolvimento da biodiversidade do Estado.
  • Descobrir novos usos potenciais para a biodiversidade do Estado.

PROTOCOLOS COMUNITÁRIOS

  • Criar protocolos comunitários junto a comunidades tradicionais para exploração da biodiversidade.
  • Promover a autonomia, garantia de direitos e renda a comunidades tradicionais.

ORGANIZAÇÃO DE PRODUÇÃO

  • Formar e fortalecer organizações sociais para produção.
  • Aumentar a produção e o preço médio de venda de comunidades tradicionais e pequenos agricultores.

CAPACITAÇÃO, ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL

  • Difundir conjunto de práticas agronômicas de alto rendimento para agricultores familiares.
  • Aumentar a produtividade do cultivo.
  • Programa Pará 2030: setor da pecuária anuncia a Aliança Paraense da Carne

    A Sedeme sediou nesta sexta- 16, pela manhã, uma grande reunião com grande parte da equipe de governo com 4 entidades importantes do setor da Pecuária Paraense: A ACRIPARÁ – Associação dos Criadores de Bovinos do Pará, UNIEC- União dos Indústrias Exportadoras de Carne, SINDICARNE......

  • Indústria do Pará registra o maior crescimento do país em 2017

    O Pará registrou o maior crescimento industrial entre todos os estados brasileiros no ano passado. Entre janeiro e dezembro de 2017, o estado apresentou um aumento de 10,1%, o único com dois dígitos no país. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (09) pelo Instituto Brasileiro......

  • Pará deverá crescer em torno de 6% em 2018

    Este índice foi anunciado pela renomada Tendência Consultoria (que estimou o crescimento paraense no biênio 2017/2018 em 8.2%) e revelado na manhã desta quarta-feira (7) pelo titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Adnan Demachki, em palestra no “Seminário Projeções e......

  • Estado debate, com Norsk Hydro, oferta de gás, Ferrovia Paraense e refinaria de alumina

    O governo do Estado, através do titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedeme), Adnan Demachki, se reuniu nesta terça (6) com o vice-presidente da Hydro Brasil, Sílvio Porto, e com o diretor institucional da empresa, Anderson Baranov: na pauta, investimentos estratégicos para o Estado. Foram......