Turismo e Gastronomia - PARÁ 2030
23643
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-23643,page-child,parent-pageid-21769,tribe-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.2.1,menu-animation-underline,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive
 

Turismo e Gastronomia

DESCRIÇÃO

O turismo e a gastronomia constituem uma cadeia com significante potencial de crescimento para o Estado do Pará. No ano de 2014, o Estado recebeu em torno de 1,1 milhão de turistas e movimentou ~R$711 milhões.

DESCRIÇÃO

O turismo e a gastronomia constituem uma cadeia com significante potencial de crescimento para o Estado do Pará. No ano de 2014, o Estado recebeu em torno de 1,1 milhão de turistas e movimentou ~R$711 milhões.

CONTEXTO

CONTEXTO

No contexto dos atributos culturais, históricos e naturais do Pará, a gastronomia típica do Estado consiste em um valioso atrativo ainda a ser explorado por turistas nacionais e estrangeiros (Belém foi eleita como Cidade da Gastronomia
pela Unesco).

A cadeia possui amplo potencial de expansão no Estado até 2030 por meio do crescimento do número de visitantes e aumento do gasto médio. Isso será possível através de iniciativas de organização e fomento da cadeia.

No contexto dos atributos culturais, históricos e naturais do Pará, a gastronomia típica do Estado consiste em um valioso atrativo ainda a ser explorado por turistas nacionais e estrangeiros (Belém foi eleita como Cidade da Gastronomia
pela Unesco).

A cadeia possui amplo potencial de expansão no Estado até 2030 por meio do crescimento do número de visitantes e aumento do gasto médio. Isso será possível através de iniciativas de organização e fomento da cadeia.

O QUE PRECISA PRA DAR CERTO?

O QUE PRECISA PRA DAR CERTO?

Consolidar o Pará como destino turístico e gastronômico nacional e internacional.

Consolidar o Pará como destino turístico e gastronômico nacional e internacional.

ÁRVORE DE INICIATIVAS

ÁRVORE DE INICIATIVAS

INICIATIVAS DO PARÁ 2030

INICIATIVAS DO PARÁ 2030

DIVULGAÇÃO E COMUNICAÇÃO

  • Aumentar o conhecimento do Estado como destino turístico para o público nacional e internacional.
  • Consolidar a proposta de valor do Estado como destino turístico e melhorar a comunicação com agências e operadores.

LOGÍSTICA E ACESSIBILIDADE AO ESTADO

  • Facilitar a chegada de turistas ao Estado e melhorar a acessibilidade aos diversos destinos turísticos do Pará.
  • Melhorar a competitividade do Estado como destino turístico.

QUALIFICAÇÃO DE EMPRESÁRIOS, PRODUTORES E MÃO-DE-OBRA

  • Fomentar a oferta turística por meio da qualificação para empresários, profissionais e mão de obra do setor com vista a melhorar e diversificar os serviços turísticos no Estado.
  • Melhorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos turistas que visitam o Estado.

ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS

  • Atrair investimentos potenciais para o Estado, desde acomodações e serviços turísticos, até novos produtos e atrações.
  • Aumentar a atratividade e competitividade do Estado como destino turístico, além de fomentar o crescimento do setor.

NOVOS PRODUTOS E ATRAÇÕES TURÍSTICAS

  • Fomentar o surgimento de novos produtos e atrações do Pará.
  • Aumentar as opções para o turismo no Estado e, por conseguinte, torna-lo um destino mais atrativo e competitivo.

INVESTIMENTO E CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO

Aumentar a competitividade do Estado como destino turístico.

DIVULGAÇÃO E COMUNICAÇÃO

  • Aumentar o conhecimento do Estado como destino turístico para o público nacional e internacional.
  • Consolidar a proposta de valor do Estado como destino turístico e melhorar a comunicação com agências e operadores.

LOGÍSTICA E ACESSIBILIDADE AO ESTADO

  • Facilitar a chegada de turistas ao Estado e melhorar a acessibilidade aos diversos destinos turísticos do Pará.
  • Melhorar a competitividade do Estado como destino turístico.

QUALIFICAÇÃO DE EMPRESÁRIOS, PRODUTORES E MÃO-DE-OBRA

  • Fomentar a oferta turística por meio da qualificação para empresários, profissionais e mão de obra do setor com vista a melhorar e diversificar os serviços turísticos no Estado.
  • Melhorar a qualidade dos produtos e serviços oferecidos aos turistas que visitam o Estado.

ATRAÇÃO DE INVESTIMENTOS

  • Atrair investimentos potenciais para o Estado, desde acomodações e serviços turísticos, até novos produtos e atrações.
  • Aumentar a atratividade e competitividade do Estado como destino turístico, além de fomentar o crescimento do setor.

NOVOS PRODUTOS E ATRAÇÕES TURÍSTICAS

  • Fomentar o surgimento de novos produtos e atrações do Pará.
  • Aumentar as opções para o turismo no Estado e, por conseguinte, torna-lo um destino mais atrativo e competitivo.

INVESTIMENTO E CONSERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO

Aumentar a competitividade do Estado como destino turístico.

  • Programa Pará 2030: setor da pecuária anuncia a Aliança Paraense da Carne

    A Sedeme sediou nesta sexta- 16, pela manhã, uma grande reunião com grande parte da equipe de governo com 4 entidades importantes do setor da Pecuária Paraense: A ACRIPARÁ – Associação dos Criadores de Bovinos do Pará, UNIEC- União dos Indústrias Exportadoras de Carne, SINDICARNE......

  • Indústria do Pará registra o maior crescimento do país em 2017

    O Pará registrou o maior crescimento industrial entre todos os estados brasileiros no ano passado. Entre janeiro e dezembro de 2017, o estado apresentou um aumento de 10,1%, o único com dois dígitos no país. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (09) pelo Instituto Brasileiro......

  • Pará deverá crescer em torno de 6% em 2018

    Este índice foi anunciado pela renomada Tendência Consultoria (que estimou o crescimento paraense no biênio 2017/2018 em 8.2%) e revelado na manhã desta quarta-feira (7) pelo titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), Adnan Demachki, em palestra no “Seminário Projeções e......

  • Estado debate, com Norsk Hydro, oferta de gás, Ferrovia Paraense e refinaria de alumina

    O governo do Estado, através do titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedeme), Adnan Demachki, se reuniu nesta terça (6) com o vice-presidente da Hydro Brasil, Sílvio Porto, e com o diretor institucional da empresa, Anderson Baranov: na pauta, investimentos estratégicos para o Estado. Foram......